sábado, agosto 05, 2006

DIVERTIMENTO SUPERVALORIZADO

Na época do lançamento do filme Sr. e Sra. Smith (Mr. & Mrs. Smith) nos cinemas, meu alarme anti-bobeiras disparou. Pelo menos as imagens mostradas em trailers e propagandas passavam a sensação de um divertimento tão escapista que a mente correria o risco de “voar” para fora da caixa craniana. Esta opinião quase instintiva levou-me a não conferir a fita na telona.

Quando o filme já estava há umas três ou quatro semanas em cartaz, lembro que comecei a ver resenhas muito favoráveis em vários blogs especializados em cinema. Diziam se tratar de um filme muito divertido, com várias outras qualidades extras. Senti-me meio desnorteado. Será que tinha errado tão feio na avaliação de um filme? Será que um pré-conceito teria me impedido de assistir a um bom filme? Obviamente, isto poderia ter acontecido. Não seria a primeira vez e nem a última. Não sou dono da verdade e, por isso mesmo, posso cometer erros de avaliação. A prova dos nove ficaria para o lançamento em DVD ou a estréia na TV!

Neste último sábado ocorreu a estréia de Sr. e Sra. Smith na rede Telecine. Apesar do inconveniente horário de 22h, fiquei acordado até tarde para tirar a minha dúvida a respeito do filme. O resultado? Os amigos blogueiros que me perdoem, mas creio que a minha visão não mudou muito. Admito que a fita tem as suas qualidades, que merecem menção, mas, no saldo geral, o resultado é decepcionante.

A história narra as desventuras de dois assassinos que trabalham para misteriosas agências, são casados e desconhecem a verdadeira atividade profissional do cônjuge. Paralelamente, são mostrados os problemas conjugais enfrentados por ambos. Vivem um casamento de mentira, onde a ausência de diálogo e o desinteresse predominam. Em determinado ponto da fita recebem a missão de eliminar a mesma pessoa. A partir daí, desenrolam-se fatos que vão desmontar o castelo de mentiras sobre o qual o casal vivia e vão colocar suas vidas em risco.

A melhor qualidade do filme são as tiradas de humor, muito bem exploradas pelo roteiro. A ironia dos personagens, bem aproveitadas pelos protagonistas Brad Pitt e Angelina Jolie, a atitude infantil do amigo de trabalho do Sr. Smith, vivido por Vince Vaughn, e as deliciosas discussões do casal para colocarem anos de mentiras em pratos limpos, são os pontos altos da película.

O mesmo não se pode dizer das seqüências de ação, que flertam com o ridículo. Tudo bem, o objetivo era ser mentiroso de propósito. Entretanto, o efeito cômico que esta estratégia objetivava não é alcançado. Fica mesmo a sensação do tosco e do absurdo, mas sem a graça pretendida pelos produtores. Certas situações são claramente forçadas, levando a uma sensação de absurdo em exagero, mesmo para uma autoparódia. A situação principal do filme soa artificial e boba em demasia, comprometendo o divertimento que dela poderia surgir.

Além disso, num filme onde as seqüências de ação são absurdas de propósito, o diretor poderia ter sido mais ousado e inventivo, explorando cenários e ambientes mais criativos. O tiroteio na loja de produtos para o lar é chato de tão óbvio e deixa aquela sensação de “já vi isso antes”. Mesmo a intenção irônica de o casal enfrentar seus momentos mais complicados numa loja cheia de modelos de cozinhas, copas e salas, onde também enfrentavam seus problemas conjugais, não funciona como deveria e pode passar despercebida por muitos espectadores.

Por fim, trata-se de um divertimento passageiro e até satisfatório em alguns aspectos. Mas, levando-se em conta a fragilidade da idéia principal do filme, até que o diretor Doug Liman não se saiu tão mal. Seria realmente difícil realizar algo muito melhor com um material tão pobre nas mãos, ainda assim não podemos deixar de registar a insuficiência e a irrelevância deste divertimento banal, que vem sendo estranhamente supervalorizado. Será que o casal Pitt tem essa força toda?

8 Comments:

  • Este filme é um lixo. Um montante de dinheiro gasto para vender a imagem dos "atores" Brad Pitt e Angelina Jolie. Coloco esta pífia produção ao lado de outras porcarias célebres do cinema hollywoodiano como Domino - Caçadora de Recompensas, Amaldiçoados, Underworld, entre milhares (poderia ficar décadas aqui relatando uma lista infindável de porcarias patrocinadas com o dinheiro americano). Depois eles reclamam que as bilheterias andam baixas! só passam blockbusters repetitivos. Então eu me pergunto: e o público que não curte super-heróis? tirando o período que vai de dezembro a fevereiro, como fica? Abraços do crítico da caverna cinematográfica.

    By Anonymous Roberto Queiroz, at 10:45 AM  

  • Sócio, sua avaliação deste filme é semelhante à minha. Chega a ser curioso que um roteiro possa comportar ao mesmo tempo um arremedo de trama totalmente sem rumo e diálogos muito bem sacados. E, respondendo à sua questão, sim, o casal Pitt tem força. A meu ver, são eles que carregam o filme nas costas ao encarar na boa toda esta bobagem. Grande abraço!

    By Blogger Paulo Assumpção, at 4:38 PM  

  • Pois é, Evandro... Meu "sentido aranha" também disparou quando da época do lançamento, mas ao contrário de ti, deixei o arrasa-quarteirão estrelado pelos pais de Shiloh passar em branco. ;)
    O diretor Doug Liman parecia inclinado a uma carreira mais interessante...

    Cumps.

    By Blogger Gustavo H.R., at 10:07 PM  

  • Roberto, não sou tão severo como você em relação ao ator Brad Pitt. Considero que em alguns filmes ele faz até um trabalho razoável. Não acho que Underworld seja uma porcaria. Gosto bastante deste filme. Ele pode não ser inventivo e possuir pouco conteúdo, mas compará-lo a Sr. e Sra. Smith seria uma maldade!
    De qualquer forma, está registrada e respeitada a sua opinião! Um abraço!
    Não há muito o que dizer, sócio. Desta vez pensamos realmente muito parecido.
    Realmente, Gustavo, para quem dirigiu o ótimo IDENTIDADE BOURNE, Sr. Sra. Smith é o fundo do poço!

    By Blogger Evandro C. Guimarães, at 12:58 AM  

  • Assino embaixo de sua resenha, grande Evandro. O filme é um pipocão bem rastaqüera. E tem mais: não acho a Angelina Jolie essa coca-cola toda, não...
    Tem coisa bem melhor pra se ver.
    Um abração!

    By Blogger Marco Santos, at 11:00 AM  

  • oi! voltamos a escrever!
    nem vi esse trem aí em cima ( apesar de achar o casal razoável ). adorei o post sobre o anima mundi. selecionados seus destaques, agora é correr pra tentar ver na net.

    bju
    Iris

    By Blogger Davi & Iris, at 11:04 AM  

  • Cara, to em novo endereço. Não sei por quanto tempo, mas por enquanto tb me instalei no Blogger. Ainda estou concertando algumas coisas e aprendendo a usá-lo. Abração e apareça!

    By Blogger Vladimir, at 5:11 PM  

  • Olá Evandro, esse é aquele filme que se faz um estrondo grande na estréia mas que não tem nada demais, a não ser as estrelas que ele tem no elenco. É um filme que tanto faz você assistir, nada de muito legal te adiciona como cinéfilo, pelo menos eu me senti assim. Bem normal.

    Abraço!

    By Anonymous Robson Filho, at 1:51 PM  

Postar um comentário

<< Home

Em cartaz

Astros & Estrelas

Cinemateca

Box-office

Premiações

  • Vencedor do OmniCam 2005, na categoria Melhor Blog de Cinema
  • Indicado ao OmniCam 2005, na categoria Melhor Blog
  • Indicado ao OmniCam 2005, na categoria Melhor Editor de Blog - Cinema

CineLinks

Outros links

Powered by Blogger