sexta-feira, março 24, 2006

UMA CONTINUAÇÃO INDISPENSÁVEL

Definitivamente tenho mau gosto para filmes! Os críticos de um determinado jornal classificaram como ruim a continuação Anjos da Noite: A Evolução (Underworld: Evolution). Não duvido que outros críticos e blogueiros em geral estejam dizendo o mesmo. Apesar de tudo isso, não foi possível não gostar deste escuro e movimentado filme de ação.

As doses de ação desta vez são cavalares. Não faltam excelentes seqüências de lutas, onde os personagens enfrentam todo o tipo de perigos. A história não é exatamente uma continuação da trama anterior, mas quem não viu o primeiro filme corre o sério risco de não entender muita coisa. E não só os não iniciados podem ficar “boiando”. O roteiro é bem complicado mas, afinal, o do original também era. Este universo cheio de detalhes e com uma lógica própria foi o que mais me atraiu e felizmente esta característica foi mantida.

No século XIII, os dois filhos de Alexander Corvinius (Derek Jacob) deram origem à linhagem dos vampiros e a dos lobisomens. Marcus (Tony Curran), o vampiro original, precisou da ajuda de um exército de imortais sanguessugas para controlar seu irmão William, o lobisomem original, extremamente forte e selvagem. Incapaz de retornar à forma humana, assim como todos que por ele eram mordidos. O vampirão Viktor (Bill Nighy) condena William a uma prisão eterna, a contragosto de Marcus.

No tempo presente, a heroína Selene (Kate Backinsale) está banida da ordem dos vampiros após ter matado o traidor Viktor e se juntado ao híbrido Michael (Scott Speedman). Marcus desperta e quer libertar seu animalesco irmão, o que poderia transformar a terra no parque de diversões dos furiosos lobisomens. E apenas nossa bela vampira e seu amado podem deter esta ameaça. Se é que podem.

Se você não entendeu porque Selene matou Viktor, ou não sabe quem é Michael, assista ao primeiro filme. Se você achou a história boba, pode até ser. Mas o roteiro não deixa nada a desejar. O climão dark da película é muito bem construído pela direção e pela parte técnica; Kate Backinsale está muito bonita e sua silhueta está, digamos, muito agradável aos olhos; e, em termos de ação, houve um considerável upgrade em comparação com o primeiro filme. É exatamente isso que esperamos de um filme como esses.

Afinal de contas, ninguém vai assistir a um filme sobre a guerra subterrânea entre Vampiros e Lobisomens esperando encontrar reflexões shakespearianas sobre o homem e o sentido da vida. Mesmo porque a Sétima Arte não pode ser “cabeça” todo o tempo. Há dias em que queremos curtir uma pipoca e viajar com os feitos espetaculares que só o cinema pode tornar “possíveis”! Se a história for bacana e fugindo do ordinário, como é o caso de Anjos da Noite, melhor ainda!

Como é bom ter mau gosto! Podemos nos divertir com filmes “dispensáveis” como Anjos de Noite e poder declarar para o mundo. Deixemos os críticos com seus lugares comuns e jargões como, por exemplo, “upgrade” (que usei aqui de propósito) ou “este filme é datado” e etc.

Para aqueles que não se importam com essas convenções e encaram a sessão de um filme que foi detonado pela crítica, com certeza terão diversão garantida. E viva o mau gosto!

10 Comments:

  • Pois acaba de achar um blogueiro que concorda com sua opinião... rs...

    Primeiramente, olá. Andei sumido, mas isso acontece com quem tem que trabalhar dobrado. Falta tempo. Mas quando tenho algum sobrando, venho aqui. Aliás, venho aqui sempre, falta tempo é pra comentar.

    Bem, indo ao ponto. A continuação do Underworld, para mim, é superior ao primeiro filme, que achei mediano. Mas, assistindo aos dois, eles se completam de uma forma que um justifica o outro, fazendo com que os dois pareçam um só. Muito bacana!

    Eu disse isso a alguns amigos blogueiros e quase fui linchado. Como bem disse, é bom ter mau gosto!


    Abraço, até!

    By Blogger Luiz Henrique Oliveira, at 9:53 PM  

  • Caro Evandro:

    Alguns críticos são umas verdadeiras bestas quadradas. Microcéfalos. Azêmolas.

    Concordo contigo que só filmes cabeça o tempo todo,"full time", não nos fazem a cabeça.

    Adoro a seqüência da Pantera Cor-de-Rosa com o impagável trapalhão Peter Sellers tanto quanto o grande Akira de quem Você também é fã.

    E tem mais uma coisa: é preciso ser muito macho para discordar da maioria maria-vai-com-as-outras,uns debilóides que se borram de medo de ter opinião própria. Portanto,Você é dos meus,e os outros pusilânimes blogueiros uns galinhas chocas e amorrinhadas.

    Parabéns!

    By Anonymous Paulinho Patriota, at 3:28 AM  

  • Atenção:

    Quando disse os outros blogueiros foi em relação aos citados por ti,e não os nossos estampas finas,das quais somos assíduos em seus espaços,irmanados nas opiniões próprias sem ofensas recíprocas.

    By Anonymous Paulinho Patriota, at 3:33 AM  

  • Grande Evandro: Eu debocho dos atuais críticos de jornal. Os do Globo, então, são risíveis.
    Você está absolutamente certo, não mudaria uma vírgula, no que disse sobre a delícia de assistir a filmes-pipoca, sem maiores compromisso. Quanto aos que condenam filmes como esse em nome de uma suposta preferência por "filmes-cabeça", rá!, eu nem levo em consideração. Quem efetivamente gosta de cinema não faz distinções sobre gêneros. Há uma hora para diversão e outra para elocubração. Ficar só em uma ou outra definitivamente não é bom.
    Sobre estes dois filmes "Anjos da Noite", sem dúvida o segundo e superior ao primeiro. Achei ambos interessantes, não muito mais que isso. Pelo visto, temos outra afinidade: eu ADORO filme de vampiro! Vejo TODOS, mesmo os ruins. E vou mais além: acho que dá para fazer reflexões filosóficas sobre seres condenados a sugarem sangue dos outros, sim.
    Parabéns pelo texto.

    By Blogger Marco Santos, at 12:12 PM  

  • Realmente, Luiz, é bom ter "mau" gosto!
    Grande Paulinho Patriota, fico honrado com suas palavras de apoio. Saiba que também gosto dos filmes da pantera com o Sellers. A Nova Transa da Pantera cor-de-rosa é hilário. Uma das melhores comédias de todos os tempos!
    É verdade, Marco, gosto muito de filmes de Vampiros. Sem falar que meu personagem preferido das HQs é o Batman! O Morcego está sempre na área!

    By Blogger Evandro C. Guimarães, at 9:57 PM  

  • Parabéns pela corajosa honestidade. É com esses argumentos que, tenho certeza, elogiarei coisas como POSEIDON, MISSÃO IMPOSSÍVEL 3 ou O CÓDIGO DA VINCI ainda este ano!

    Em tempo: vi um pedaço do original na HBO e boiei.

    By Blogger Gustavo H.R., at 12:37 AM  

  • É isso mesmo, Gustavo. Temos que ser honestos, mesmo quando damos a cara a tapa. Concordo inteiramente contigo.
    Quanto ao original, é necessário ver todo o filme para entender. A história é bem complicada!

    By Blogger Evandro C. Guimarães, at 1:51 PM  

  • Está certo, sócio! Nem só de "filme sério" vive um cinéfilo. A julgar pelo que escreveu, este "Anjos da Noite" é uma ótima pedida para aqueles momentos quando tudo o que se quer é buscar refúgio das mazelas cotidianas do mundo real em uma sala de cinema. Agora, quer dizer que a Kate Backinsale mostra todo o seu talento neste filme?! ;-P

    By Blogger Paulo Assumpção, at 11:52 PM  

  • Apesar de ainda não ter visto esse, acho que tb vou concordar com vc. Gostei do primeiro filme e esse tem cara de ser ainda melhor que ele. hehehehehe
    O NTSA é meu né cara! hahahaha
    Abração!!!

    By Anonymous Vladimir, at 1:18 PM  

  • Você gosta do Batman, Evandro? É... Já tinha percebido (ré! ré! ré!...)
    Não sei se voc~e percebeu que eu também tenho uma certa admiração pelo Morcegão de Gothan... (mais ré! ré! ré!...)

    By Blogger Marco Santos, at 11:44 PM  

Postar um comentário

<< Home

Em cartaz

Astros & Estrelas

Cinemateca

Box-office

Premiações

  • Vencedor do OmniCam 2005, na categoria Melhor Blog de Cinema
  • Indicado ao OmniCam 2005, na categoria Melhor Blog
  • Indicado ao OmniCam 2005, na categoria Melhor Editor de Blog - Cinema

CineLinks

Outros links

Powered by Blogger