domingo, dezembro 25, 2005

OS 10 MENOS DE 2005

Mantendo a tradição, chegou a hora de relacionarmos os filmes que, ao nosso ver, destacaram-se nos últimos 365 dias. Contudo, este ano não será igual àquele que passou. Em virtude das muitas decepções, decidimos publicar não uma, mas duas listas: a dos destaques positivos e a dos destaques negativos. Começaremos justamente por quem fez feio em 2005. Antes, alguns breves esclarecimentos. Em primeiro lugar, entram nas listas somente filmes que foram exibidos em salas de cinema ao longo do ano. Em segundo, as listagens finais foram montadas a partir do cruzamento das listas pessoais de cada um de nós, autores deste blog. Por fim, mas não menos importante, nem todos os filmes abaixo são necessariamente ruins. Há os que somente estão aqui por não corresponderem, total ou parcialmente, ao que deles esperávamos. Aos “vencedores”, as batatas!

10


Alexandre – Desta vez, Oliver Stone foi longe demais! E nem estamos falando da polêmica em torno da sexualidade do conquistador macedônio. Esta superprodução até seria aceitável se não tivesse sido concebida como uma presunçosa tragédia grega. Menção honrosa para as seqüências com Bucéfalo, num ano em que os cavalos roubaram a cena em Hollywood.

9


Closer – Os diálogos originais e as boas atuações são apenas subterfúgios para forçar as pessoas que se acham inteligentes a dizerem que o filme não é só um troca-troca imbecil de casais. Que é um filme profundo, intimista e etc. E quem tem a coragem de dizer que é só um troca-troca é visto como alguém inferior, que não entendeu a profundidade desta “obra”. Sobra pretensão, falta qualidade!

8


Harry Potter e o Cálice de Fogo – Os muitos fãs das aventuras do bruxinho que nos perdoem, mas sua cinessérie continua a nos parecer uma adaptação burocrática, falha e sem sentido (exceto o comercial) dos livros de J. K. Rowling. O ambiente de fantasia é até bacana, mas a ausência de situações capazes de despertar emoções genuínas quebra o encanto.

7


Korda – Muitos de vocês devem estar se perguntando: “Mas que filme é este?” Exibido na última edição do Festival do Rio, esta trama (sic) ininteligível, de ritmo (sic) moroso e estrelada (sic) por Babi constitui-se em um verdadeiro teste de paciência para quem a assiste. Para o bem da humanidade, deve ficar restrito a mostras e festivais de cinema.

6


Guerra dos Mundos – A nova empreitada de Spielberg tem lá suas qualidades. Contudo, duas situações-chave comprometem a coerência de toda a película: a morte desnecessária de um certo personagem – uma mera firula do cineasta –, e o final feliz forçado, incoerente, beirando o ridículo. Além disso, o público acaba se cansando quando percebe que o filme se resume a uma família enfrentando desventuras em série.

5


Cruzada – Definitivamente, 2005 não será lembrado pelos filmes históricos. E aqui o que mais desaponta é saber que tudo foi conduzido por Ridley Scott, um expert no gênero. As diversas seqüências “morte súbita”, encerradas abruptamente e justo quando começam a empolgar, são imperdoáveis para quem dirigiu Gladiador e 1492.

4


Marcas da Violência – Não, este filme não está na lista errada! Se esta é uma obra-prima, como querem os críticos profissionais, só se for da esquizofrenia, já que David Cronenberg não definiu uma identidade para o seu filme. Ora é uma crítica séria à violência (como deveriam ser todas as críticas à violência), ora é uma produção de humor negro à Quentin Tarantino.

3


Star Wars: Episódio III – Com certeza o filme mais aguardado do ano, aquele que gerou mais expectativas e, infelizmente, mais decepções. Sobretudo quando se trata da amarração ao conjunto da saga. Jedis ambiciosos e intervencionistas, siths demonstrando afeto, incoerências com acontecimentos da trilogia original... seria uma lista enorme! Além disso, a parte intermediária do filme é extremamente arrastada.

2


Desventuras em Série – Irmãos perdem os pais em incêndio misterioso e ficam sob a tutela de um parente capaz de tudo para herdar a fortuna dos órfãos. Um ponto de partida até interessante que acabou se transformando numa das ladainhas mais enfadonhas da história do cinema. Nem o talento de Jim Carrey salva este desastre. Só os muito pacientes assistem a este desfile de situações repetitivas e personagens sem carisma até o final!

1


A Lenda do Zorro – Pode até divertir aqueles que buscam uma aventura despretensiosa. Apesar disso, é impossível ignorar um roteiro que descaracteriza grosseiramente o personagem-título, além de ser anacrônico e perpassado por uma visão de mundo pós-11 de Setembro. Afinal de contas, os vilões são estrangeiros e terroristas. E o Zorro foi reduzido a um herói antiterrorista e defensor do nacionalismo norte-americano.

No próximo post: os 10 mais de 2005...


Um post de
PAULO & EVANDRO

10 Comments:

  • É isso aí! Acho que devemos formar a comunidade no orkut: Nós não gostamos do "Closer" e daí? Muito corajoso da parte de vocês e acho também imprescindível. Adorei a forma como estão fazendo a retrospectiva. Por mais que gosto não se discute, o que importa mesmo é a opinião dos cinéfilos, e não a quantidade de prêmios que os filmes receberam. Parabéns! Ah, a minha também já está no ar... Beijos!

    By Blogger Belisa, at 9:12 PM  

  • Mais uma vez, parabéns pelo trabalho de vocês, mas como não sou "cinéfila crítica", apenas gosto muito de cinema, devo dizer q vocês são exigentes demais, rapazes... mas gosto não se discute e respeito tudo o que vcs dizem. A leiga aqui, sou eu, hehehe... Olha, tentei votar nesse link aí, abaixo, e não deu certo. Beijinhos.

    By Blogger Lena Gomes, at 11:10 PM  

  • Dos 10 listados não vi "Korda" (e sou réu confesso, nunca nem tinha ouvido falar disso), e o do "Zorro" (e honestamente tenho a mínima curiosidade;- pois se este consegue ser pior que o primeiro, déus nos acuda).

    Agora, com relação aos que vi, sou um desses que gostam de "Closer", e que o colocará na lista de melhores do ano. "Alexandre" é mesmo um fiasco. O "Harry Potter 4" acho que tenho uma admiração menor até que a de vocês. "Guerra dos Mundos" acho bom assim como "Cruzada" (esse ter um gosto amargo de decepção por ser do grande Scott).

    Também não gosto do filme do Cronenberg e de nenhum que vi dele até hoje. Esse é realmente o melhorzinho dele, mas acho bizarramente comum e desencaminhado (pô, tem até cena de "menininha escapa da mãe e causa tensão", preferia ser poupado).

    "Star Wars 3" e "Desventuras em série" eu gosto.

    Enfim, achei o blog bem legal.

    By Anonymous henrique miura, at 6:40 PM  

  • Star Wars 3 e Closer figuram na minha lista de melhores. Gosto bastante também do Harry Potter 4. E concordo quanto a colocação de Marcas da Violência numa lista assim.
    Mudo em breve o link de vocês.

    By Anonymous Gabriel Carneiro, at 10:21 PM  

  • Olha,

    Eu gostei do Desventuras, do Star Wars III. Detestei Guerra dos Mundos, e Closer.

    Ainda não vi o resto.

    Mas, Marcas da Violência tem o estilo para entrar nessa lista.


    Abração, e feliz 2006 para vocês!!!

    By Blogger Luiz Henrique Oliveira, at 5:27 PM  

  • Parabéns pelos votos no OmniCam2005, vocês dois.
    Tenham um Feliz Ano Novo.

    Cumps.

    By Blogger Gustavo H.R., at 8:45 PM  

  • Falar mal de Harry Potter só causa dor de cabeça.No fórum da revista SET nem podemos criticar esse filme que fãs enlouquecidos nos insultam, acredita numa coisa dessas?!
    Todos os filmes que vi de Cronenberg gostei especialmente "Existenz", "Videodrome" e "Spider".
    Ciao!

    By Anonymous Dedalus, at 4:50 AM  

  • Já coloquei a minha lista de Melhores e Piores de 2005 no Antigas Ternuras e vim dar uma geral nos blogs dos amigos. Temos aqui três coincidências com a minha lista de bagaceira. Eu gostei de Closer. Não a ponto de colocá-lo em minha lista de Melhores. Mas certamente ele não entraria na dos meus piores. Desculpe, mas eu me amarro nos filmes Harry Potter. Quanto ao Zorro, ao Star Wars III e ao Marcas da Violência...Cáspite!

    By Blogger Marco Santos, at 11:53 PM  

  • Cara, Closer é para mim um dos melhores do ano, com certeza. Vc não viu Crash? Gostei de Star Wars, Desventuras, MArcas da Violência e HP.

    By Anonymous Vladimir, at 5:53 PM  

  • Tenho duas coisas a falar:
    Primeiro- Você nunca faria um filme que chegace aos pés destes, mesmo se levantasse a poupança da cadeira do computador
    Segundo-Quem te da/deu o direito de falar desses filmes dessa maneira deve ter sido um idiota completo

    By Anonymous Anônimo, at 6:39 PM  

Postar um comentário

<< Home

Em cartaz

Astros & Estrelas

Cinemateca

Box-office

Premiações

  • Vencedor do OmniCam 2005, na categoria Melhor Blog de Cinema
  • Indicado ao OmniCam 2005, na categoria Melhor Blog
  • Indicado ao OmniCam 2005, na categoria Melhor Editor de Blog - Cinema

CineLinks

Outros links

Powered by Blogger