sexta-feira, junho 23, 2006

VIDA LONGA E PRÓSPERA - 40 ANOS DE JORNADA NAS ESTRELAS: A Volta para Casa

A boa receptividade de Jornada nas Estrelas III - À Procura de Spock (Star Trek III: The Search for Spock) junto ao público provou à Paramount Pictures duas coisas: sua franquia espacial ainda tinha fôlego nas bilheterias e Leonard Nimoy era mesmo o homem certo para conduzi-la por trás das câmeras. Desta forma, a gestação de um novo filme de Jornada não tardou a acontecer. E para dar vida a ele, Nimoy, agora com o cacife alto no estúdio, optou por uma história mais leve, sem o drama e a violência que marcaram a produção anterior. De fato, o intérprete do sisudo Sr. Spock – quem diria – fez de Jornada nas Estrelas IV - A Volta para Casa (Star Trek IV: The Voyage Home, 1986) uma comédia das boas.

A trama começa de onde Jornada nas Estrelas III parou, ou seja, com o capitão Kirk (William Shatner) e cia. retornando à Terra para serem julgados pelas infrações que cometeram em sua procura pelo ressuscitado Spock. Contudo, antes de chegarem em casa, descobrem que o planeta está sendo inadvertidamente destruído por uma sonda alienígena. Esta tenta restabelecer contato com uma espécie de baleia extinta à época de nossos heróis, o século XXIII. No processo, deixa naves à deriva e vaporiza oceanos. Assim, a tripulação da Enterprise viaja para o século XX (utilizando a mesma “técnica” vista no clássico episódio Amanhã é Ontem) a fim de encontrar e levar para o futuro os únicos interlocutores da enigmática sonda.

Os roteiristas, dentre os quais estavam Harve Bennett, Nicholas Meyer e o próprio Nimoy – as grandes mentes por trás dos longas com o elenco original de Jornada –, estavam mesmo inspirados quando conceberam as diversas piadas resultantes do choque cultural vivido por homens de um futuro certinho em meio à caótica sociedade norte-americana contemporânea. Há quem diga que, passadas duas décadas, o filme envelheceu por fazer rir de situações típicas dos anos 80, como nas cenas em que Spock “apaga” um punk e o russo Chekov (Walter Koenig), a bordo do porta-aviões Enterprise, é preso e interrogado por militares (Guerra Fria lhes diz alguma coisa?). Bobagem! Quanto mais distante no tempo, melhor é a identificação do público com o estranhamento vivido pelos protagonistas.

Ainda que ancorado no humor, Jornada nas Estrelas IV mantém-se fiel à tradição da série de levantar discussões relevantes. Em sintonia com as preocupações ecológicas de seu tempo, a história apela à responsabilidade dos humanos para com os demais seres do planeta. Lembra que fazemos parte de um todo e, portanto, cedo ou tarde, as agressões cometidas por nossa espécie à natureza pode levar à nossa própria destruição. É possível que nunca sejamos confrontados por artefatos extraterrestres, mas o aparecimento de doenças, que antes se escondiam em ambientes agora devastados pelo homem, mostra o quanto a mensagem de Jornada IV está longe de ser apenas ficção científica.

Ecologicamente correto e francamente divertido, Jornada nas Estrelas IV é o mais acessível de todos os filmes da longeva cinessérie. Não à toa, tornou-se a maior bilheteria de Star Trek. O que deixou os executivos da Paramount tão felizes, mas tão felizes, que eles decidiram premiar Leonard Nimoy oferecendo-lhe o cargo de produtor executivo de um novo produto de Jornada: o seriado A Nova Geração (que ganhou sinal verde graças ao sucesso comercial do 4º longa). Nimoy declinou do convite. Disse que um gênio não pode ser aprisionado duas vezes na garrafa, referindo-se à improbabilidade do novo show ser tão bem sucedido quanto o original. O tempo mostrou que estava enganado. Infelizmente, para ele, na vida real não é possível voltar ao passado para corrigir erros.

8 Comments:

  • Perfeito o seu texto, sócio. Sou suspeito para falar. Jornada IV é disparado o meu preferido. Um filme bacana, com uma mensagem relevante e mostra que o grande trunfo da série são os personagens e não as naves ou efeitos especiais!

    By Blogger Evandro C. Guimarães, at 3:34 PM  

  • Xará!

    A risada é nosso maior patrimônio genético. Não criará cãs até o fim dos séculos,amém.

    Introjetar a discreta gargalhada no Jornada IV foi um tento e tanto.

    Vai daí... com licença,Evandro,mais uma coisa em comum conosco.

    Um forte abraço.

    By Anonymous Paulinho Patriota, at 7:03 PM  

  • Estou adorando os seus textos sobre os quarenta anos de Jornada nas Estrelas. Como o Evandro, também sou suspeita para falar desse longa, pois é um dos meus preferidos(gosto principalmente das cenas em que ocorre os choques culturais. Um beijo!

    By Anonymous Ana Lúcia, at 9:32 PM  

  • oioi ainda não li o post :(
    passei pra deixar o link do vídeo
    um beeeeijo!
    http://www.youtube.com/watch?v=lyEdTeqLIXE&eurl=

    iris

    By Blogger Davi & Iris, at 9:22 AM  

  • Grande Paulo,
    Eu concordo com o Evandro. este é o meu filme favorito da série. Lembro de ter saído do cinema às gargalhadas. Particularmente acho ótimo quando minha séries favoritas não se levam tão a sério assim.
    Só um pequeno adendo, se você me permite: na época de Jornada nas Estrelas IV a consciência ecológica não estava "engatinhando". Já existiam organizações como Greenpeace, Partido Verde na Alemanha, WWF...E vai por aí a fora.
    Mas foi muitíssimo importante um filme blockbuster de um grife tão famosa mostrar preocupações nesse campo.
    Outra coisa: não sabia que o "Next Generation" tinha sido oferecido ao Nimoy. Até entendo ele não querer atrelar seu nome e prestígio artístico a um determinado filão de filmes, mas ele não antever que aquela série seria também um grande sucesso, ah, foi um baita vacilo.
    Um forte abraço!

    By Blogger Marco Santos, at 9:50 AM  

  • nao conheco nada de jornada nas estrelas...

    []´s

    By Anonymous Jedi, at 5:30 PM  

  • Oiii
    Atualizei o link pra vcs no meu blog...rs
    Eu nem gosto de jornada nas estrelas, sou mais guerra nas estrelas, mas como o próximo filme será dirigido pelo JJ "Lost" Abrams, farei o possivel pra ver...Parece que o Matt Damon será o capitão Kirk jovem...

    By Blogger Cinthia, at 12:45 PM  

  • Quando o assunto é STAR TREK, sou apenas todo ouvidos, pois não sei nada sobre nada! ;-)

    Cumps.

    By Blogger Gustavo H.R., at 1:12 PM  

Postar um comentário

<< Home

Em cartaz

Astros & Estrelas

Cinemateca

Box-office

Premiações

  • Vencedor do OmniCam 2005, na categoria Melhor Blog de Cinema
  • Indicado ao OmniCam 2005, na categoria Melhor Blog
  • Indicado ao OmniCam 2005, na categoria Melhor Editor de Blog - Cinema

CineLinks

Outros links

Powered by Blogger