sexta-feira, julho 07, 2006

AS QUALIDADES DE UM "FRACASSO"

Quando um filme é um fracasso de bilheteria, muitas pessoas nem se dão ao trabalho de conferi-lo em DVD. Parte-se do princípio de que o insucesso é conseqüência direta da falta de qualidade. Creio, no entanto, que este raciocínio não se aplica ao filme S1m0ne.

Estamos falando de um filme bem realizado e estrelado por Al Pacino, garantia de boas interpretações. O roteiro, do também diretor e produtor Andrew Niccol, é bem amarrado e procura evitar certos clichês comuns em Hollywood. Os únicos dois pecados que poderíamos apontar são o ritmo um tanto lento e a excessiva duração da fita. Nada tão grave que possa justificar o evidente malogro da produção.

No meu entendimento, o fracasso da película se deve exatamente às suas melhores qualidades, por mais que isso pareça contraditório. Como já ressaltamos, o filme foge de certas fórmulas do cinema norte-americano. Determinados elementos que são tão preciosos para o público médio dos Estados Unidos são propositadamente evitados. Esta audiência acostumada a consumir filmes esquemáticos adora ver histórias de arrependimento e redenção. A verdade sempre tem que prevalecer. Acontece que esse não é o caminho traçado por S1m0ne.

O arrependimento até está presente no filme, pois a criatura se torna maior que o criador, mas a redenção pela verdade não ocorre. Esta deve ser a principal razão do repúdio do público americano ao filme. E, como veio fracassado de lá, não lhe deram muita importância aqui no Brasil.

É lamentável que isto tenha acontecido. Esta fita, que é apenas uma comédia despretensiosa, acaba suscitando questionamentos interessantes no público. Durante a exibição do filme, muitas pessoas poderão se perguntar: Afinal, o que é um ser vivo? Como podemos definir o que é vida? O que é virtual e o que é real? Este aspecto, a despeito de pequenos deslizes presentes na trama, pode comprovar a qualidade e a relevância desta simpática película, não importando quantos dólares ela deixou de faturar.




11 Comments:

  • Sócio, é claro que o fato da personagem-título ser homônima da sua amada não tem a menor influência no seu apreço por este filme. Falando sério, apesar de ter aguardado tanto pela estréia desta produção no Brasil (lembra?), ainda não a assisti. Preciso aproveitar a primeira oportunidade para fazê-lo. Primeiro, porque confio em sua crítica. Segundo, porque se trata de um trabalho do Andrew Niccol, responsável, na direção e/ou no roteiro, por alguns dos filmes que considero os mais memoráveis dos últimos anos, como O Show de Truman e O Senhor das Armas. Um abraço!

    By Blogger Paulo Assumpção, at 10:06 PM  

  • Vou concordar com meu Xará, na verdade, mesmo não possuindo um ritmo regular, os roteiros de Andrew Niccol atualmente são os mais instigantes, com temas quase sempre debatidos num futuro próximo, ele tb roteirizou GATTACA (que levantava questões referentes ao DNA).

    By Anonymous Paulo Jr., at 12:58 AM  

  • Concordo com tua opinião, Evandro. Também apreciei S1MONE, uma pequeno bom filme, subestimado - e injustamente esculhambado por crítica e público -, além de carregar o diferencial de ter algo a dizer.

    Cumps.

    By Blogger Gustavo H.R., at 12:58 AM  

  • Adorei este filme. Surpreendente e com bons actores. E esperava pouco do filme..

    By Blogger Criswell, at 1:06 PM  

  • É claro que o título já ganha pontos positivos comigo, sócio!hehe! Mas assista mesmo que não se arrependerá.
    Este roeiro não foge ao padrão de qualidade do Niccol, Paulo Jr.
    É isso aí, Gustavo. Você disse tudo!
    Comigo aconteceu o mesmo, Criswell. Tinham falado muito mal do filme, por isso assisti cheio de desconfiança e me surpreendi positivamente!

    By Blogger Evandro C. Guimarães, at 2:37 PM  

  • Esse eu perdi! E não me agrada perder filmes com Al Pacino...
    Um abraço!

    By Blogger Marco Santos, at 12:41 AM  

  • A sua Simone já havia me falado desse filme, e do quanto ele é bom (e com a presença de AL Pacino, fica melhor). Depois dos seus comentários, vou assisti-lo! Abraços!

    By Anonymous Ana Lúcia, at 12:44 PM  

  • Grande Marco. Você não perdeu esse, basta ver em DVD! hehe!Um abraço!"
    Cara Ana Lúcia, assista que não vai se arrepender e certamente a presença do bom e velho Al Pacino sempre enriquece qualquer filme!
    Aos amigos que frequentam o Restinga Musical: finalmente tive um tempinho para fazer uma atualização! Confiram!

    By Blogger Evandro C. Guimarães, at 3:18 PM  

  • concordo com a idéia legal criada das grandes estrelas, eh bom pra pensar um pouco nisso. Mas no geral é um filme despretencioso demais....

    []´s

    By Anonymous Jedi, at 4:22 PM  

  • Mesmo sendo um filme sem grandes pretensões, ele acaba suscitando questionamentos interessantes, não acha Jedi? De qualquer forma, não se pode negar que ele cumpre, e muito bem, o papel de divertir.

    By Blogger Evandro C. Guimarães, at 7:30 AM  

  • Oi Paulo..
    Boa dica . não tenho ido ao cinema, mas adoro Al Paccino, tenho DVDS dele.
    Beijos

    By Blogger Sílvia Cristina, at 10:13 PM  

Postar um comentário

<< Home

Em cartaz

Astros & Estrelas

Cinemateca

Box-office

Premiações

  • Vencedor do OmniCam 2005, na categoria Melhor Blog de Cinema
  • Indicado ao OmniCam 2005, na categoria Melhor Blog
  • Indicado ao OmniCam 2005, na categoria Melhor Editor de Blog - Cinema

CineLinks

Outros links

Powered by Blogger